18 a 21 de Maio | Curso Formação de Períto e Assistente Técnico em Perícia de Insalubridade e Periculosidade - 32h

Mais informações

Por: R$ 1.815,00 Em 6x de: R$ 302,50 No boleto: R$ 1.724,25

Comprar
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x de R$ 1.815,00 sem juros
  • 2x de R$ 907,50 sem juros
  • 3x de R$ 605,00 sem juros
  • 4x de R$ 453,75 sem juros
  • 5x de R$ 363,00 sem juros
  • 6x de R$ 302,50 sem juros
Avalie:

PERÍCIA DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE – PERITO E ASSISTENTE TÉCNICO - 32h

Palestrante: Ivomar José Mezoni

Data: 18 a 21 de Maio

Horário: 08h30 às 12h3013h30 às 17h30.

Local: Centro De Capacitação Proteção SP - Avenida São Luis, 86, 4º Andar – Centro - São Paulo/SP

Carga Horária: 32 horas

 

Assista o vídeo para mais informações sobre o curso!

 

INVESTIMENTO:

 

  Até 30 dias antes do evento Valor normal
Assinante* R$1.650,00  R$1.995,00
Não Assinante R$1.815,00 R$2.195,00

 

Em até 6x sem juros.

5% de desconto para pagamentos no boleto bancário.

PÚBLICO ALVO

Profissionais atuantes nas áreas de Saúde e Segurança do Trabalho: Médicos do Trabalho -  Engenheiros de Segurança no Trabalho – Técnicos em Segurança do Trabalho – Fisioterapeutas – Fonoaudiólogos – Advogados – Tecnólogos e outros profissionais de segurança e saúde do trabalho.

 

OBJETIVOS

  • Conceito de Perícia
  • Conceito de Insalubridade e Periculosidade
  • O Perito e o Assistente Técnico de  Insalubridade e Periculosidade
  • Área de Atuação do Perito e do Assistente Técnico
  • Vara Federal – Perícia Previdenciária
  • Vara Estadual - Cível
  • Vara do Trabalho

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • Perícia – Conceitos
  • Estudo de caso real: Estudo de um Processo Trabalhista com pedido de Insalubridade e Periculosidade
  • A estrutura Processual
  • Como e quem pode acessar os autos?  
  • O painel do Perito
  • Modelo de intimação nomeação do Perito
  • Modelo de petição de aceitação e agendamento da inspeção pericial
  • Modelo de petição não aceitando a inspeção pericial
  • Passo a passo que antecede a inspeção pericial
  • A inspeção pericial
  • Estudo de caso real com Elaboração do Laudo Pericial de Insalubridade durante o vurso: Assistente de controle de Qualidade
  • O que o perito deve falar no início, meio e fim de uma inspeção pericial?  
  • Passo a passo da inspeção pericial
  • Dúvidas e discussões durante a inspeção pericial
  • A estrutura do laudo pericial
  • Quais são as atividades do autor?  
  • Quais são os procedimentos operacionais do autor?  
  • Quais são os riscos ambientais que o Perito deve avaliar?  
  • Quais são os pedidos da reclamatória trabalhista?  
  • Quais são as causas  de pedir?
  • O Perito deve avaliar os pedidos ou causas de pedir?  
  • Cabe ao Perito auditar sobre a veracidade dos fatos constante nos autos?  
  • Conceito de súmula e orientação jurisprudencial.
  • O Perito pode utilizar sumulas e orientações jurisprudenciais para consubstanciar seu laudo?
  • Exposição habitual, ocasional, permanente e intermitente
  • Da prova técnica.
  • Como analisar a eficácia dos EPIs
  • Metodologia e estratégia de amostragem de riscos físicos, químicos e biológicos – Insalubre
  • Como avaliar o calor
  •       Principais variáveis para amostragem de calor
  • Discussões frente ao risco físico calor
  • Quando utilizar o quadro I do Anexo 03?  
  • Exigências quanto ao equipamento para avaliar calor
  • Orientação jurisprudencial realtiva ao calor
  • Como avaliar Agentes Biológicos
  • Estudo e interpretação do Anexo 14
  •       Definição de Agentes Biológicos
  •       Principais vias de exposição
  • Exposição ao Risco Biológico em instalaççao sanitária – Súmula n° 448 do TST
  • Como avaliar Agentes Químicos
  • Como avaliar as substâncias químicas do Anexo 11
  • Passo a passo.
  • Estudando o Anexo 11
  • Como avaliar e calibrar a Bomba Gravimétrica
  • Estudo de caso: Operador de limja de pintura U.V
  • Quando avaliar Agentes Químicos com os tubos colométricos
  • Como avaliar os Agentes Químicos do Anexo 12
  • Como avaliar os Agentes Químicos do Anexo 13
  • Estudo de caso
  • Como avaliar umidade – Anexo 10
  • Quais as doenças geradas pela umidade?
  • Como avaliar Frio – Anexo 09
  • Como avaliar Radiações Não Ionizantes - Anexo 7
  • Como avaliar Radiações Ionizantes – Anexo 5
  • Como avaliar Vibração – Anexo 8
  • Observações para avaliação do Agente Vibração
  • Como avaliar Ruído com o medidor de pressão sonora - Decibelímetro
  • Determinação da dose – Método dos efeitos combinados
  • Como avaliar Ruído com o Dosímetro?
  • Graus de Insalubridade
  • Atividades e Operações Perigosas – NR 16
  • Metodologia para enquadramento de Atividades e Operações Perigosas
  • Como avaliar Atividades e Operações com Explosivo? Anexo 1 – Atividades e Operações Perigosas com Explosivos
  • Como avaliar Ativodades e Operações com Inflamáveis? Anexo 2 – Atividades e operações com Inflamáveis
  • Passo a passo para o enquadramento de Inflamáveis
  • Estudo de caso com exposição a Inflamáveis
  • Anexo 3 – Atividades e Operações perigosas com exposição a roubos ou outras espécies de violência física nas atividades profissionaos de Segurança Pessoal ou Patrimonial
  • Estudo de caso com Atividades e Operações perigosas com exposiçao dos profisisonais de Segurança Pessoal ou Patrimonial
  • Como avaliar as atividades com exposição a Energia Elétrica?
  • Anexo 4 – Atividades e Operações Perigosas com Energia Elétrica
  • Quais as atividades, é devido o adicional de Periculosidade?
  • Estudo de caso da exposição a Energia Elétrica em S.E.P.
  • Quais são as atividades que não é devido o adicional?
  • Estudo de caso da exposição a Energia Elétrica em quadros de comando
  • Quanto a Forma de Exposição a Periculosidade frente a Energia Elétrica
  • Atividades perigosas em motocicleta – Anexo 5
  • Estudo de caso da atividade de motociclista
  • Anexo * - Atividades e operações perigosas com Radiações Ionizantes ou substâncias Radiotivas
  • Os quesitos
  • Quesitos preliminares
  • Quesitos suplemnetares
  • Quesitos de esclarecimento
  • Prática impugnação de laudis desfavoráveis
  • O que fazer quando o laudo for favorável?  
  • O que fazer quando o laudo for desfavorável?  
  • Estudo de caso de impugnação de laudo Pericial desfavorável
  • Bibliografia


No valor da inscrição está incluso:

Apostila impressa com material atualizado, certificado de conclusão e coffee breaks.

 

PALESTRANTE

IVOMAR JOSÉ MEZONI - Graduado em Engenharia Agrícola e especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. Atua principalmente nos seguintes temas: higiene ocupacional e perícias. Professor de cursos de especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho nas disciplinas de Perícias de Insalubridade/Periculosidade e higiene ocupacional. Atua como Perito da Justiça do Trabalho, Cível e Federal no estado do Paraná.

Dimensões:
0.00cm x 0.00cm x 0.00cm
Marca:
Proteção Eventos