Revista Proteção - ED334 - 10/2019

Mais informações

Por: R$ 20,50 Em 6x de: R$ 3,42 No boleto: R$ 19,48

Comprar
Consulte aqui o valor do frete e prazo de entrega do produto
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x de R$ 20,50 sem juros
  • 2x de R$ 10,25 sem juros
  • 3x de R$ 6,83 sem juros
  • 4x de R$ 5,13 sem juros
  • 5x de R$ 4,10 sem juros
  • 6x de R$ 3,42 sem juros
Avalie:

VEJA NESTA EDIÇÃO

Revisões não param

O clima de revisão das Normas Regulamentadoras de Saúde e Segurança do Trabalho, excessivamente rápido e inadequado para alguns ou urgente e necessário para outros, segue intenso. No último mês iniciaram as audiências públicas sobre as NRs 7, 9 e 17 e sobre a nova NR de Programa de Gerenciamento de Riscos. A Fundacentro foi palco dos debates e seu corpo técnico vem trabalhando com afinco nas futuras propostas de textos normativos.
Já as consultas públicas das NRs 4, 5 e 18 fecharam antes mesmo que a sociedade se desse conta do exíguo prazo em que elas ficariam abertas e, por isto, promete-se voltar a discuti-las a partir deste mês. Também em outubro iniciam os debates no âmbito dos GTTs (Grupos de Trabalho Tripartite), recriados apenas para discussões pontuais alusivas a cada uma das normas em revisão.
O fato é que gostem ou não da sistemática adotada, o processo está andando, e o Governo parece não estar muito disposto a aguardar por longas discussões podendo, por exemplo, arbitrar naquelas decisões em que não houver consenso.
Que os profissionais envolvidos no trabalho de revisão consigam fazer o melhor possível dentro das condições que lhes estão sendo dadas e que a prevenção não saia perdendo neste novo processo. Mais detalhes em Ritmo intenso nas revisões, páginas 22 e 23.


REPORTAGEM DE CAPA / Trabalho em galerias subterrâneas

Atividades em instalações e manutenções de serviços básicos ocorrem em espaços confinados complexos exigindo procedimentos seguros
Os trabalhadores que realizam instalações e manutenções nas galerias subterrâneas em serviços de água e esgoto, energia elétrica, gás e telecomunicações atuam em um cenário hostil e complexo permeado de riscos. Não são poucos os acidentes, muitos deles fatais, provocados por intoxicações, explosões ou incêndios. Além de calor, frio, umidade, questões de ergonomia e risco de choque elétrico, há ainda o risco atmosférico, com presença de contaminantes tóxicos que podem provocar intoxicações, asfixias, explosões e mortes. Seguir os procedimentos de segurança que começam muito antes de o trabalhador adentrar este tipo de local é essencial.


ENTREVISTA
Pesquisador fala de motivação e sst
Rogério Galvão da Silva, mestre e doutor em Saúde Pública, fala de pesquisas que coordenou sobre fatores que motivam os empregadores a melhorar a SST em suas empresas. Ele é pesquisador na Fundacentro há 32 anos, professor do Programa de Mestrado Acadêmico da instituição, especialista em Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho e em Higiene do Trabalho.

Expo Proteção
A 8ª edição da Expo Proteção em São Paulo reuniu profissionais em busca de conhecimento e atualização nos eventos técnicos e na feira de produtos e serviços que trouxe novidades do mercado de segurança.


Prêmio Proteção Brasil
As melhores práticas foram celebradas durante a 15ª edição do Prêmio Proteção Brasil de Saúde e Segurança no Trabalho.


Top of Mind Proteção
O Top of Mind de Proteção 2019, reuniu as principais marcas de equipamentos e serviços que fazem parte do dia a dia dos prevencionistas.

Dimensões:
27.50cm x 21.00cm x 0.50cm
Edição:
334
Marca:
Proteção
Número de páginas:
100
Peso:
199 gramas